Desistir é para os fortes

Desistir de algo que queremos muito talvez seja uma das coisas mais difíceis de se fazer na vida ever. Desistir de um amor, de um sonho, de um plano, de uma amizade, de um trabalho ou até mesmo de uma relação familiar que se mostra tóxica e abusiva.

Se chegamos ao ponto de desistir é porque fomos tão fortes por aguentarmos por tanto tempo que chegamos ao ponto de abrir mão, por qualquer motivo que seja. Tá tudo bem desistir de algo para não desistir do que é mais importante: você mesma(o).

“Tristeza, doença e fracasso são consequências naturais de transgressões das leis de Deus.

A sabedoria consiste em evitar tais violações e encontrar paz e felicidade em si mesmo, através de pensamentos e ações que estejam em harmonia com o seu verdadeiro Ser.

Controle a sua mente com sabedoria, direcionando-a para os aspectos positivos da vida.”

– Paramahansa Yogananda

Não se deixe levar pelos discursos de empreendedores de palco ou de “instacelebridades do mundo fitness”. Só você sabe seus limites, suas dores, seus valores. Só você sabe o que te faz bem e até que ponto, a custo de quê. Só você sabe o quanto dói desistir de algo porque você se ama mais – e se respeita muito mais – do que deseja alguma meta, algum trampo ou alguma pessoa.

“Se for para desistir, desista de ser fraco”? – Aqui não, monamour. Se for pra desistir, desista de viver a vida dos outros e seja feliz do SEU jeito.

– Ticiane Toledo

 

“a vida é um equilíbrio constante entre manter e deixar ir” (tradução livre e tosca, porém de coração)

Comments (4)

    1. Que bom que gostou, Chell! Tenho pensado muito a respeito disso ultimamente, diante dos últimos acontecimentos e momentos que passei 🙂 Beijo grande!

  1. Concordo!
    Muitas vezes vivemos uma vida para impressionar outras pessoas e no fundo estamos vazios por dentro.
    A vida deve ser vivida, e isso você só consegue se faz ela valer a pena do seu jeito…

    =)

    1. André, obrigada por compartilhar comigo sua opinião! É exatamente como eu penso (e busco ao máximo viver) hoje em dia 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *